Buscar
  • Coopserj

Crédito Sustentável, um exemplo a ser seguido.

Com as taxas de juros mais baixas do mercado, prazos dilatados e pouca burocracia na contratação, o empréstimo consignado é a modalidade de empréstimo mais econômica. Entretanto, todo empréstimo deve ser realizado de forma sustentável.

Com esta ótica, torna-se possível ao consumidor adquirir um produto ou um bem através de um crédito adequado às suas reais capacidades financeiras. Deste modo, o consumidor efetua um empréstimo de forma consciente, capaz de cumpri-lo e, por isso, estará futuramente apto a obter novos créditos.

A utilização consciente do crédito beneficia a todos, uma vez que elimina a inadimplência; reduz o prejuízo das instituições financeiras; possibilita o retorno destes recursos ao mercado para a concessão de novos empréstimos para prover o sonho de outros consumidores e ainda influencia a redução dos juros, pois quanto menor a inadimplência, menor o risco. Enfim, todos saem ganhando.

Os créditos destinados às pessoas jurídicas também evoluíram, levando-se em conta o respeito ao meio ambiente. Assim, os bancos já facilitam as concessões de créditos aos projetos empresariais que visam a sustentabilidade e negam crédito para empresas que prejudicam o meio ambiente.

Em outras palavras, crédito sustentável incorpora objetivos sociais e econômicos, preserva a cidadania e ainda respeita o meio ambiente.

Marco Alexandre Santos de Almeida diretor financeiro


2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo